16/12/2021

Balanço mostra resultados das ações das ‘Formigas do Bem’ no Hospital da Criança

As doações realizadas pelo Núcleo de Voluntários Formigas do Bem, da Sociedade Amigos de Chapecó (SACH/Formigas do Bem) para o Hospital da Criança Augusta Muller Bohner (HC/ALVF) em 2020 e 2021 totalizaram R$ 157.603,24. Mais que números brutos e equipamentos, contudo, o destaque ficou por conta do trabalho voluntário desenvolvido pelas ‘formigas’ nos últimos seis anos, com a finalidade de diminuir o sofrimento das crianças.

O balanço foi apresentado na última quarta-feira, 15 de dezembro, pelo diretor administrativo da instituição, Marcos Antônio Neres, durante ato que contou com a presença da coordenadora do Núcleo, Leiry Diva Gollo Piva, do presidente da Diretoria Executiva da Associação Lenoir Vargas Ferreira, Reinaldo Fernandes Lopes, do representante da presidência da SAC Alcides Ziglioli, e do presidente do Conselho Municipal de Saúde, André Telocken, além de um grupo de ‘formigas’ e colaboradores do HC.

Os últimos dois anos, 2020 e 2021, foram marcados pela Pandemia da Covid 19, limitando diversas ações. As doações de apoio às ações não pararam. No combate à Covid, incluíram aquisição de instalação de divisórias para isolamento de alas destinadas a abrigar as vítimas, compra de máscaras descartáveis, lençóis descartáveis e alimentos. Essas doações, mais campanhas e ações para as crianças, somaram R$ 19.407,62.

Entre os equipamentos doados, no valor de R$ 138.195.62, estão 31 aparelhos de TV de LED com suporte, instalados em todos os quartos e nas áreas de conforto, persianas PVT blackout nos quartos, lava-louça de capô, seladora automática horizontal (para fechar embalagens) e climatizadores.

Marcos Antonio Neres disse que o balanço foi uma pequena amostra do que foi recebido pelo Hospital da Criança. As doações proporcionam às crianças “possibilidade de bem estar aqui no hospital”, destacou. Já o presidente da Diretoria Executiva da ALVF, Reinaldo Fernandes Lopes parabenizou a direção do HC e às Formigas do Bem pela iniciativa. “Se estamos fazendo, e fazendo bem, temos que falar, divulgar”, disse. Todas as contribuições feitas aos hospitais da ALVF “refletem no bom atendimento oferecido aos pacientes e colaboradores, e o trabalho das Formigas do Bem deve ser respeitado e elogiado”.

Para o presidente do Conselho Municipal de Saúde, André João Telocken, são iniciativas como a das Formigas do Bem e da Sociedade Amigos de Chapecó que, a muitas mãos e desprendimento, “têm mantido a roda girando”. Graças a participação e ao envolvimento da sociedade, as crianças hospitalizadas no HC dispõem de mais conforto, destacou.

A coordenadora do Núcleo Formigas do Bem, Leiry Piva, disse que dos 10 anos de existência do Hospital da Criança, os últimos seis vêm sendo acompanhados dia a dia pelo grupo de voluntários. Muito além das doações, equipamentos e ‘mimos’ confeccionados pelo grupo, “são pensados e projetados com muito amor e carinho. Todo o nosso trabalho é feito para diminuir o sofrimento das crianças”. Leiry acentuou que “ninguém vai ao hospital para passear, vai quando está fragilizado; por isso, além do tratamento clínico, precisa receber amor e carinho”.